Clique para ir ao início Universidade de Brasília - UnB
Decanato de Ensino de Graduação - DEG
Secretaria de Administração Acadêmica - SAA
MatrículaWeb
GRADUAÇÃO
  Seja bem-vindo(a).
  Para ter acesso ao menu de Aluno, faça o login.
MatrículaWeb  clique aqui para fazer o login.
 


Período Atual
2018/0


Disciplina - Listagem de Ementa/Programa
Disciplina: 185043 - Organizações Internacionais 1
(Ver Oferta)

Graduação

Curso
Oferta
Telefones
Calendário
Mensagem da SAA
Benefícios DAC


Órgão: IREL - Instituto de Relações Internacionais
Código: 185043
Denominação: Organizações Internacionais 1
Nível: Graduação
Vigência: 1962/1
Pré-req: IREL-185329 Teoria Rel Internacionais 2
Ementa:

Com relação ao fenômeno das organizações internacionais, a literatura teórica do campo de estudos das Relações Internacionais aponta para vários conceitos importantes como regimes, cooperação, institucionalização, multilateralismo, governança. De acordo com alguns autores, existe um processo de organização internacional originado no próprio sistema de estados nacionais, os quais têm buscado formas de coordenar suas políticas e "organizar" /institucionalizar suas interações, com base em normas e regras, criando regimes e OIs. Porém, não há consenso na literatura sobre a existência ou relevância desse processo. Há que se considerar os embates entre realistas e liberais (incluindo a sua versão mais recente neo/neo) em torno da possibilidade de maior ou menor cooperação entre estados e da existência de um processo de "organização internacional". Além disso, perspectivas racionalistas e construtivistas consideram esse fenômeno por ângulos diversos. Existe também uma variedade de manuais de OIs, trazendo perspectivas jurídicas e/ou históricas, ou obras de caráter mais descritivo, enfocando as organizações criadas por estados nacionais, suas origens, objetivos, estrutura, processo decisório, classificando-as segundo seu caráter universal, ou regional, escopo geral, ou específico.

Outros autores enfatizam as transformações globais, a interdependência e o estabelecimento de arranjos de governança global. Embora as OIs sejam criações dos estados nacionais, nem sempre se pode afirmar que agem em nome desses, adquirindo certa autonomia Ademais, com o crescimento da complexidade e da interdependência, os estados nacionais dividem os espaços com indivíduos, grupos, ONGs, movimentos sociais e empresas transnacionais, que buscam influenciar o curso dos eventos globais, pressionando pela criação de regimes e organizações internacionais (OIs), pela maior regulação de questões globais, ou por uma atuação mais efetiva das OIs existentes...

Considerando esse cenário, quais são as implicações da existência (ou não) de um processo de organização internacional (OI) e de OIs para o estudo da política mundial? Que tipo de arranjos institucionais podem surgir em resposta aos problemas da atualidade que não podem ser resolvidos individualmente pelos estados, nem por formas convencionais de cooperação interestatal? Instituições de governança global são possíveis? São desejáveis? Quais as possibilidades de governança diante do processo de globalização em suas diversas dimensões (econômica, militar, comunicacional-cultural, científica-tecnológica, etc) e de questões globais, como o meio ambiente (clima global, destruição da camada de ozônio, perda da biodiversidade) e a busca do desenvolvimento humano sustentável, proteção internacional da pessoa humana (direitos humanos, direito humanitário e direito dos refugiados) e de desafios como crise financeira global, narcotráfico, terrorismo, conflitos inter-étnicos, colapso da autoridade e do próprio estado em certas regiões do mundo?

Programa:



I- Introdução (2 aulas)



II- Histórico de algumas das mais importantes organizações internacionais (8 aulas)



- OI no século XIX



- Liga das Nações



- ONU



- União Européia



III- Perspectivas teóricas e processo decisório (14 aulas)



- OI como abordagem



- Regimes internacionais



- Governança global



- Processo decisório



IV- Estudos de Caso e análise do papel das OIs (08 aulas)



- Segurança internacional e global e regimes internacionais: segurança coletiva, segurança humana, operações de paz e o papel das Nações Unidas e outras organizações (2 aulas); ilícitos trasnacionais (1 aula)



- Instituições Financeiras Internacionais - FMI e Banco Mundial



- comércio mundial e regime multilateral de comércio - OMC



- proteção internacional dos direitos da pessoa humana, regimes internacionais e o papel das organizações internacionais (direitos humanos, direito humanitário, direito dos refugiados)



- Política ambiental global, regimes ambientais e o papel das organizações internacionais

Bibliografia:

ARMSTRONG, David, LLOYD, Lorna e REDMOND, John. International Organisation in World Politics. Third Edition. PalgraveMacmillan, 2004.



ARMSTRONG, David, LLOYD, Lorna e REDMOND, John. From Versailles to Maastricht. International Organisation in the Twentieth Century. New York: St. Martin's Press, 1996



CLAUDE, Inis, Swords into Plowshares. The Problems and Progress of International Organization. New York: Random House, 1971



DIEHL, Paul F. (ed). The Politics of Global Governance. International Organizations in an Interdependent World. Boulder, Colorado; London, England, 1997.



HAAS, Peter M. Introduction: epistemic communities and international policy coordination. International Organization. v. 46, n. 1, pp 1-35, 1992.



HELD, David; McGREW, Anthony; et alii. Global Transformations. Politics, Economics and Culture. Stanford, CA: Stanford University Press, 1999.



KRASNER, S.(ed), International Regimes, Cornell University Press, 1993



Kratochwil, F. e Mansfield, E. International Organization. A Reader. NY: Harper Collins College Publishers, 1994 (Sala de Reserva)



ROSENAU, James; CZIEMBEL, Ernst-Otto (ed). Governança sem Governo. Brasília: Ed UnB, 2000.



RUGGIE, John Gerard (ed). Multilateralism Matters. The Theory and Praxis of an Institutional Form. New York: Columbia University Press, 1993.



YOUNG, Oran (ed). Global Governance. Drawing Insights from the Environmental Experience. Cambridge, Massachusetts; London, England: The MIT Press, 2000.

© 2017 CPD - Centro de Informática
UnB - Universidade de Brasília