Clique para ir ao início Universidade de Brasília - UnB
Decanato de Ensino de Graduação - DEG
Secretaria de Administração Acadêmica - SAA
MatrículaWeb
GRADUAÇÃO
  Seja bem-vindo(a).
  Para ter acesso ao menu de Aluno, faça o login.
MatrículaWeb  clique aqui para fazer o login.
 


Período Atual
2016/2


Disciplina - Listagem de Ementa/Programa
Disciplina: 174041 - BASES DA CIRURGIA
(Ver Oferta)

Graduação

Curso
Oferta
Telefones
Calendário
Mensagem da SAA
Benefícios DAC


Órgão: FMD - Faculdade de Medicina
Código: 174041
Denominação: BASES DA CIRURGIA
Nível: Graduação
Vigência: 1971/2
Pré-req: FMD-172316 Semiotica
Ementa:

1. OBJETIVOS GERAIS



1.1. Ministrar ensinamentos básicos necessários à formação do médico em relação aos fundamentos da Cirurgia e da Clínica Cirúrgica

1.2. Desenvolver no aluno a habilidade de avaliação crítica das informações científicas e introduzi-lo nos fundamentos da metodologia científica

1.3. Colaborar para a formação do cidadão com atitude ética, formação humanística e consciência da responsabilidade social.

1.4. Proporcionar formação para atendimento das urgências e emergências em cirurgia

1.5. Proporcionar formação para aquisição e produção do conhecimento, com capacidade de aprendizado contínuo durante toda sua vida profissional.



2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS



O aluno deverá desenvolver habilidades para:



2.1. Acompanhar os pacientes cirúrgicos nas enfermarias salientando, principalmente, as peculiaridades diagnósticas, preparo pré-operatório e controle pós-operatório. Participar ativamente na realização da anamnese e evolução clínica diária, acompanhamento dos procedimentos e prescrições dos pacientes cirúrgicos.

2.2. Conhecer o ambiente cirúrgico para aplicação prática das informações teóricas sobre instrumental básico, noções fundamentais de técnica cirúrgica e acompanhamento pós-operatório imediato.

2.3. Adquirir conhecimentos e destreza para aplicação dos princípios gerais da cirurgia e controle clínico do paciente cirúrgico

2.4. Adquirir conhecimentos das afecções cirúrgicas mais prevalentes

2.5. Diagnosticar e tratar corretamente as principais doenças prevalentes da área cirúrgica

2.6. Acrescentar conteúdo na formação científica do médico, pela análise crítica de trabalhos e estudos de referência.

2.7. Definir e usar os recursos propedêuticos mais comuns, dentro de uma visão custo-benefício, valorizando o exame clínico e apresentando os resultados de maneira lógica e concisa.

2.8. Compreender os múltiplos aspectos da relação médico-paciente e aprimorar a relação interpessoal

2.9. Desenvolver raciocínio crítico na identificação e solução de problemas em clínica cirúrgica

2.10. Transferir o conhecimento teórico para a prática médica

Programa:

1. OBJETIVOS GERAIS



1.1. Ministrar ensinamentos básicos necessários à formação do médico em relação aos fundamentos da Cirurgia e da Clínica Cirúrgica

1.2. Desenvolver no aluno a habilidade de avaliação crítica das informações científicas e introduzi-lo nos fundamentos da metodologia científica

1.3. Colaborar para a formação do cidadão com atitude ética, formação humanística e consciência da responsabilidade social.

1.4. Proporcionar formação para atendimento das urgências e emergências em cirurgia

1.5. Proporcionar formação para aquisição e produção do conhecimento, com capacidade de aprendizado contínuo durante toda sua vida profissional.



2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS



O aluno deverá desenvolver habilidades para:



2.1. Acompanhar os pacientes cirúrgicos nas enfermarias salientando, principalmente, as peculiaridades diagnósticas, preparo pré-operatório e controle pós-operatório. Participar ativamente na realização da anamnese e evolução clínica diária, acompanhamento dos procedimentos e prescrições dos pacientes cirúrgicos.

2.2. Conhecer o ambiente cirúrgico para aplicação prática das informações teóricas sobre instrumental básico, noções fundamentais de técnica cirúrgica e acompanhamento pós-operatório imediato.

2.3. Adquirir conhecimentos e destreza para aplicação dos princípios gerais da cirurgia e controle clínico do paciente cirúrgico

2.4. Adquirir conhecimentos das afecções cirúrgicas mais prevalentes

2.5. Diagnosticar e tratar corretamente as principais doenças prevalentes da área cirúrgica

2.6. Acrescentar conteúdo na formação científica do médico, pela análise crítica de trabalhos e estudos de referência.

2.7. Definir e usar os recursos propedêuticos mais comuns, dentro de uma visão custo-benefício, valorizando o exame clínico e apresentando os resultados de maneira lógica e concisa.

2.8. Compreender os múltiplos aspectos da relação médico-paciente e aprimorar a relação interpessoal

2.9. Desenvolver raciocínio crítico na identificação e solução de problemas em clínica cirúrgica

2.10. Transferir o conhecimento teórico para a prática médica





3. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: DISCIPLINA BASES DA CIRURGIA





3.1. Avaliação de risco e conveniência operatória

3.2. Reação orgânica ao trauma

3.3. Equilíbrio hidroelétrico e ácido-base

3.4. Nutrição e cirurgia

3.5. Cicatrização e cuidados com as feridas

3.6. Choque

3.7. Infecção e Cirurgia

3.8. Aparelho respiratório e Cirurgia

3.9. Aparelho urinário e Cirurgia

3.10. Aparelho cardiovascular e trombembolismo

3.11. Abdome agudo

3.12. Controle clínico do politraumatizado

3.13. Traumatismo abdominal

3.14. Traumatismo torácico

3.15. Controle clínico da grande queimado

3.16. Noções de técnica cirúrgica

3.17. Avaliações clínica e material

3.18. Roteiros de evolução dos pacientes

3.19. Reposições hidroeletrolítica

3.20. Preparo pré-operatório (estômago, esôfago, cólon, etc.).

3.21. Manuseio de drenos e cateteres

3.22. Sistema endócrino e cirurgia

3.23. Sistema hematológico e cirurgia

3.24. Radiologias em cirurgia

3.25. Bases da oncologia

3.26. Relação médico-paciente em cirurgia

3.27. O paciente terminal





















OBJETIVOS A SEREM ALCANÇADOS:

Aquisição de conhecimento crítico para o entendimento dos fenômenos básicos que ocorrem nos períodos pré, peri e pós-operatórios visando o desenvolvimento de habilidades e comportamento adequado frente o paciente cirúrgico, especialmente em seus aspectos de fisiopatologia, prevenção, diagnóstico e tratamento.









4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: DISCIPLINA CLÍNICA CIRÚRGICA



4.1. Afecções cirúrgicas do esôfago

4.2. Câncer gástrico

4.3. Colecistopatia aguda e crônica

4.4. Úlcera péptica

4.5. Manifestações digestivas de Doença de Chagas

4.6. Câncer colo-retal

4.7. Câncer de tireóide

4.8. Câncer de esôfago

4.9. Hipertensão portal

4.10. Pancreatite aguda e crônica

4.11. Câncer de vias biliares

4.12. Câncer de pâncreas

4.13. Câncer de pulmão

4.14. Afecções proctológicas anorretais

4.15. Câncer de próstata

4.16. Obstrução intestinal

4.17. Apendicite aguda

4.18. Esofagite de refluxo

4.19. Hérnias de parede abdominal

4.20. Hemorragia digestiva

4.21. Doença diverticular dos cólons



OBJETIVOS A SEREM ALCANÇADOS:

Aquisição de conhecimentos críticos e desenvolvimento de habilidades de manuseio com respeito às afecções acima, concernentes a: anatomia, fisiologia, epidemiologia, etiologia, patogenia, patologia, prevenção, diagnóstico, estadiamento, tratamento e prognóstico.









Bibliografia:

Referências Bibliográficas Sugeridas



BARBOSA, H. Controle clínico do paciente cirúrgico. Rio de Janeiro, Atheneu, 1992.



COELHO, J. Aparelho digestivo, clínica e cirurgia. Rio de Janeiro, Medsi, 2004.



COIMBRA. R.S.M; SOLDA, S.C; CASAROLI, A.A; RASSLAN, S. Emergências traumáticas e não traumáticas. Atheneu. São Paulo, 2001.



FERRAZ, E. M.; BANDEIRA, A. A. Bases da técnica cirúrgica - Guanabara Koogan - 1ª edição - 2005.



FONSECA, F. P.; ROCHA, P. R. S. Cirurgia ambulatorial. 3º Ed Rio de Janeiro, Guanabara-Koogan, 1999.



GARRIDO, A. Cirurgia da obesidade. São Paulo Atheneu, 2001.



GOFFI, F. Técnica cirúrgica, Bases anatômicas, fisiopatológicas e técnicas da cirurgia. 4ª ed. 2004.



JORGE FILHO, I; ANDRADE, J. I.; ZILLIATO JÚNIOR, A. Cirurgia geral. Pré e Pós-operatório. São Paulo, Atheneu, 1996.



KUMAR, V.; ABBAS, A.K.; FAUSTO, N. Robins e Cotran. Patologia - Bases Patológicas das Doenças. 7º ed. Rio de Janeiro: Elsevier Editora Ltda., 2005.



MAIA, A. M.; IGLESIAS, A.C. Complicações em Cirurgia: prevenção e tratamento. Guanabara Koogan 1ª ed. 2005.



KNOBEL, E. Condutas no paciente grave. 3º Ed. São Paulo, Atheneu, 2006.



PITREZ, F. A. B.; PIONER, S. R. Pré e Pós-operatório em cirurgia especializada. 2º Ed. Porto Alegre, Artmed, 2003.



RIELLA, M. C. Suporte nutricional e enteral. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 1999.



SCHWARTZ, SI; ELLIS, H. Operacionais abdominais. Buenos Aires, Pan-americana, 1996.



TOWNSEND, C. M.; BEAUCHA, M. P.; R.D.; EVER, B.M.; MATOX, K. L. (SABISTON) Tratado de Cirurgia. A Base Biológica da Prática Cirúrgica Moderna. 17ª Ed. Rio de Janeiro, Elsevier Ltda. 2005 (2 volumes)



WAITZBERG, D. I. Nutrição enteral e parenteral na prática clínica. Rio de Janeiro, 3º Ed. Atheneu, 2000.



TAVARES W. Manual de Antibióticos e Quimioterápicos Antiinfecciosos. 3. ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2001.



KUBLER-ROSS, E. Sobre a morte e o morrer. Rio de Janeiro, Martins Fontes, 2001.



STEDEFORD, A. Encarando a morte, uma abordagem ao relacionamento com o paciente terminal. Porto Alegre, Artes Médicas, 1986.



ZAIDHAFT, S. Morte e formação médica. Rio de Janeiro, Francisco Alves, 1990.

© 2016 CPD - Centro de Informática
UnB - Universidade de Brasília