Clique para ir ao início Universidade de Brasília - UnB
Decanato de Ensino de Graduação - DEG
Secretaria de Administração Acadêmica - SAA
MatrículaWeb
GRADUAÇÃO
  Seja bem-vindo(a).
  Para ter acesso ao menu de Aluno, faça o login.
MatrículaWeb  clique aqui para fazer o login.
 


Período Atual
2017/2


Disciplina - Listagem de Ementa/Programa
Disciplina: 142174 - ESTAGIO SUPERVISIONADO DE FRANCES 2
(Ver Oferta)

Graduação

Curso
Oferta
Telefones
Calendário
Mensagem da SAA
Benefícios DAC


Órgão: LET - Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução
Código: 142174
Denominação: ESTAGIO SUPERVISIONADO DE FRANCES 2
Nível: Graduação
Vigência: 1991/2
Pré-req: LET-142166 EST SUPERVISIONADO FRANCES 1
Ementa:

Observação, participação e regência de aula, em escola regular de 1º e 2º graus de acordo com os estudos e atitudes didáticos de Estágio Supervisionado 1. Análise didático-pedagógica de textos de mídia francesa para utilização em sala de aula.

Programa:

Observação de aulas na Escola de Ensino Regular de 1º e 2º graus (pública ou privada) e na classe onde o aluno estagiário deverá realizar suas atividades de estágio (Até 20 horas).

Cumprimento de atividades didático-pedagógicas, sob a orientação do regente de classe e do supervisor de estágio (até 40 horas).

Regência de aula, segundo a metodologia desenvolvida na escola, e de comum acordo com o regente de classe e com o supervisor de estágio, quando serão aplicados os conhecimentos didático-pedagógicos previamente adquiridos (até 20 horas).

Seleção e análise de textos para serem utilizados em sala de aula.

Bibliografia:

BIBLIOGRAFIA

ALMEIDA FILHO, José C. Paes de. Linguística aplicada: ensino de línguas e comunicação. Campinas: Pontes, 2005.

APARECIDO DA SILVA, Kleber; ARAGão, Rodrigo Camargo (Orgs.). Conversas com formadores de professores de línguas: avanços e desafios. Campinas: Pontes, 2013. [Textos selecionados]

BEACCO, Jean-Claude.C. L’approche par compétences dans l’enseignement des langues. Paris : Didier, 2007.

BERTOCCHINI, Paola. Manuel de formation pratique pour le professeur de FLE. Paris : Clé International, 2008.

CONSELHO DA EUROPA. Quadro europeu comum de referência para as línguas: aprendizagem, ensino, avaliação. Portugal: Edições ASA, 2001.

COURTILLON, Janine. Élaborer un cours de FLE. Paris: Hachette, 2003.

DOLZ, J.; SCHNEUWLY, B. Les genres scolaires : des pratiques langagières aux objets d’enseignement. Repères nº 15, 1997, pp. 27-40.

Galisson, Robert. D'hier à aujourd'hui la didactique générale des langues étrangères : du structuralisme au fonctionnalisme. Paris : CLE International, 1980.

PORCHER, Louis. L’enseignement des langues étrangères. Paris : Hachette, 2004.

PUREN, Christian. Histoire des méthodologies de l’enseignement des langues. Paris : Nathan, 1998.

ROJO, Roxane H. R. Interação em sala de aula e gêneros escolares do discurso: um enfoque enunciativo. Disponível em < http://www.leffa.pro.br/textos/Rojo.pdf>. Acesso em 28/03/2013.





© 2017 CPD - Centro de Informática
UnB - Universidade de Brasília